Suzano conquista R$ 2 milhões para nova Central de Triagem
POLÍTICA 15/11/2017 - 21:36
 
 

Prefeito Rodrigo Ashiuchi assinou um convênio com o governo do Estado que garante unidade equipada para atender o Miguel Badra com coleta seletiva de lixo

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, conquistou na tarde desta terça-feira (14/11) uma verba de R$ 2,1 milhões para a construção de uma nova Central de Triagem no município. Em audiência na sede da Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania com o secretário-adjunto Luiz Souto Madureira, o chefe do Executivo assinou o convênio que garante uma unidade totalmente equipada para atender o Miguel Badra, na região norte da cidade. A confirmação do investimento contou com apoio e participação do deputado estadual André do Prado.

A Central de Triagem será responsável pelo trabalho integrado com entidades sociais para efetuar a coleta seletiva de lixo naquela região. O projeto executivo está pronto e, após os trâmites administrativos, a Prefeitura de Suzano logo dará início ao processo licitatório para a obra. A estrutura deverá ser erguida em uma área na rua Mário Bochetti. O município já possui uma estrutura que realiza esse serviço no Jardim Colorado.

“É um projeto de 2013 que conseguimos recuperar após muito esforço. Será fundamental um equipamento como esse para Suzano, uma vez que já temos uma Central de Triagem no Jardim Colorado. Com essa futura unidade do Miguel Badra, vamos ampliar a coleta seletiva de lixo, gerar emprego e deixar o município mais sustentável”, destacou o prefeito Rodrigo Ashiuchi.

 A verba confirmada na audiência em São Paulo é oriunda do Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID), vinculado à Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania e mantido por ações civis públicas. Esses recursos são destinados ao ressarcimento dos danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico, no âmbito do território do Estado de São Paulo. Entende-se por ressarcimento quaisquer despesas relacionadas à reconstituição, reparação, preservação e prevenção dos valores relativos a esses danos.

Consideram-se direitos difusos os que não pertencem a grupos específicos ou a uma pessoa, mas a toda sociedade, como o direito ao patrimônio histórico cultural e a sua preservação, ao meio ambiente saudável, às boas práticas comerciais e à repressão das práticas abusivas, dentre outros.

Foto: Wanderley Costa
 
 
Não esqueça de comentar
 
Pesquise em nosso Acervo
 
Leia também
  Condemat discute com Estado ampliação do Sistema Detecta
O presidente do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e prefeito de S
 
  “O desperdício de dinheiro público tem de acabar”
A engenheira ambiental e mestre em Administração Pública Juliana Cardoso é totalmente contra as rega
 
  Renato Caroba lança pré-candidatura a deputado estadual
O vereador arujaense Renato Bispo Caroba (PT) lançou hoje (30 de junho) sua pré-candidatura a deputa
 
Publicidade
 
Em cima da Hora
  Pela primeira vez, TSE manda retirar fake news da internet
O ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Sérgio Banhos determinou hoje (7) que o F
 
  Temer se reúne com presidentes da Assembleia de Deus no Brasil
O presidente Michel Temer, participa da Assembleia Geral Extraordinária da Convenção Nacional das As
 
  Veja fatos que marcaram os dois anos do governo Temer
O presidente Michel Temer reúne nesta terça-feira (15), no Palácio do Planalto, a equipe ministerial
 

 

© 2018 JE - Jornal Evangélico - O Jornal Evangélico é uma publicação Interdenominacional.
Todos os direitos reservados.