Ambulantes invadem Praças e Avenida no centro de Ferraz
GERAL 15/08/2017 - 12:30
 
 
Pedro Ferreoira 

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos prometeu regularizar a atividade de trabalhadores informais na cidade dentro de 30 dias contados a partir de 21 de março deste ano, porém, até a presente data a medida anunciada na presença de todos os vereadores e de uma comissão de vendedores ambulantes não saiu do papel. A situação arrasta-se desde fevereiro. Por isso, o vereador Claudio Roberto Squizato (PSB) voltou a questionar o assunto por meio de um novo requerimento, na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 14.  A primeira cobrança ocorreu em fevereiro e a segunda em junho.

No documento, o parlamentar pede para que a Câmara Municipal seja informada sobre o número de barracas de venda de produtos diversos e alimentícios estão autorizadas a ficarem instaladas nas Praças da Bíblia, da Independência na Avenida XV de Novembro, no centro e quais providências estão sendo adotadas para, finalmente, legalizar o trabalho de vendedores informais. Além disso, ele quer a lista de pessoas cadastradas para essa finalidade e o envio de planilha atualizada contendo todas as permissões e os locais onde funcionam.

Para Claudio Squizato, a desorganização dos trabalhadores informais está atrapalhando o direito de ir e vir, no centro, já que o interior das duas praças públicas e as calçadas da XV de Novembro estão abarrotadas de barracas. O vereador deixa claro que apoia a busca diária para garantir o sustento pelos ambulantes, mas desde que seja de forma organizada. O socialista também denuncia a comercialização de produtos ilegais, a presença de vendedores de fora da cidade e a concorrência desleal com comerciantes porque alguns vendem objetos similares em frente a lojas..

O presidente do Legislativo, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha disse que o prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta está muito preocupado com a situação dos trabalhadores informais. Para tanto, sonha em fechar uma parceria para construir um camelódromo tendo em vista o custo de R$500 mil para instalar um lugar exclusivo. Já o vereador Eliel de Souza (PR), o Eliel Fox anunciou que vai pedir uma emenda parlamentar ao deputado federal, Márcio Alvino (PR-SP) com esse fim.

Além deles, também foram à tribuna falar a bagunça generalizada provocada pelos vendedores ambulantes no centro da cidade os vereadores Antonio Marcos Atanazio (PMDB), o Marcos BR, Hodirlei Martins Pereira (PPS), o Mineiro, Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue, Claudio Ramos Moreira (PT), José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz e Luiz Fabio Alves da Silva (PMDB), o Fabinho. Aliás, a maioria deles assina o requerimento com o colega Claudio Squizato.

 

 

 

 
 
Não esqueça de comentar
 
Pesquise em nosso Acervo
 
Leia também
  Vida Literária e UMC promovem Semana para Doar Livros
O projeto Vida Literária e a Universidade Mogi das Cruzes (UMC) promovem de 23 a 28 de outubro, das
 
  Estudo revela o efeito da pornografia sobre os casamentos
O especialista em ciências sociais Shankar Vedantam deu uma longa entrevista ao NPR sobre os efeitos
 
  ASIF recebe o Sobradinho com a missão de vencer em casa
Quinta colocada na primeira fase da LGF (Liga Gaúcha de Futsal), com 29 pontos ganhos em 18 jogos di
 
Publicidade
 
Em cima da Hora
  Inflação do aluguel, IGP-M acumula 3,48% em 12 meses
A segunda prévia de abril do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) acusou deflação (queda de preç
 
  EUA lançam dezenas de mísseis contra aeroporto na Síria
Forças militares dos Estados Unidos lançaram nesta quinta-feira (6) dezenas de mísseis de cruzeiro c
 
  IPC-S sobe e fecha março com inflação de 0,47%
O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou março com uma taxa de inflação de 0,47%. Ela
 

 

© 2016 JE - Jornal Evangélico - O Jornal Evangélico é uma publicação Interdenominacional.
Todos os direitos reservados.